#10 de abril
Arte Sacra

Museu de Mértola

O edifício da Igreja da Misericórdia e seus anexos encontra-se instalado sobre a principal entrada de acesso ao antigo porto de Mértola, designada por Porta da Ribeira e foi, durante séculos, um dos locais mais movimentados da cidade, situado numa das extremidades da rua principal onde se encontravam as grandes casas dos comerciantes locais. Este local foi sacralizado já a partir do século XIV d.C. com a implantação de uma Ermida devotada a Santiago tendo sido em 1558, depois de ter sofrido diversas alterações, assumida como Igreja da Misericórdia de Mértola.

As mudanças introduzidas na dinâmica deste local com a deslocalização do porto para o atual Cais do Guadiana e com a decadência desta zona da Vila de Mértola, levaram a que também o edifício da Igreja da Misericórdia, que perdeu a sua função enquanto local de culto, alterasse a sua funcionalidade e, votado ao abandono, atingisse um considerável grau de degradação. Já desafeto ao culto, na década de 80 do século XX, o espaço da antiga igreja e os seus anexos foram transformados em local de conservação e divulgação do resultado das escavações arqueológicas levadas a cabo desde 1978 e da recolha de escultura religiosa realizada em todas as igrejas do concelho de Mértola.

No entanto, durante o longo período de abandono do edifício este continuou a permanecer ligado às manifestações devotivas locais por altura da Páscoa sendo um dos pontos principais da Procissão do Senhor dos Passos, “a única que sobreviveu das que antigamente se praticava e coloriam o calendário litúrgico. A Igreja da Misericórdia, nos festejos da Paixão, enche-se de devotos para celebrar as Dores de Cristo, ritual que conta com muitos séculos e que manteve viva e reconhecida, aos olhos de todos, a sua sacralidade. Reforçou-se, de algum modo, a circunstância de ter funcionado, entre 1948 e 1950, como templo paroquial, enquanto decorriam as obras de restauro da Matriz” (GÓMEZ MARTINEZ, Susana (coord.), Museu de Mértola – Catálogo Geral, Mértola, Campo Arqueológico de Mértola, 2014, pg. 154.).

Inaugurado em abril de 2001, o núcleo museológico de Arte Sacra do Museu de Mértola apresenta ao público uma importante coleção de escultura religiosa e um conjunto de alfaias litúrgicas dos séculos XV a XVIII d.C., procedente de diversas igrejas do concelho de Mértola e mantém-se como um dos pontos principais da Procissão do Senhor dos Passos.