EVENTO CANCELADO

FITA // Festival Internacional de Teatro do Alentejo
12 a 21 de março
Depois do sucesso da edição de 2019, o FITA promete mais e melhor em 2020!

FITA // DIZCONTOS
14 de março Cine-teatro Marques Duque // Teatro di Mozambik |(Moçambique)

DIZCONTOS é um solo teatral inspirado em histórias africanas dos anos 80/90, a cerca da emigração dos jovens moçambicanos para a vizinha África do Sul, o país africano economicamente mais próximo da Europa.

Moçambique país do histórico líder Samora Machel vivia uma guerra civil sem fim a vista e a África do Sul de um Nelson Mandela preso, a população negra enfrentava o Apartheid e a criminalidade. Mas afinal o que poderia levar um jovem urbano a trocar a incerteza do seu país de origem pela intranquilidade do país de destino?

Nesta performance quase biográfica, o ator interpreta o papel de um sem-abrigo (símbolo do fracasso no capitalismo) que por sua vez dá a vida a vários personagens que são na verdade a personificação da sua própria família, convivendo com o drama do seu irmão na altura imigrante na África do Sul. E neste jogo dentro do jogo relatam-se histórias de coragem, de medo, e de esperança, histórias contadas, cantadas, ilustradas, enfim histórias a torto e a direito que se repetem na vida dos imigrantes até hoje, porque todo emigrante está condenado a contar um conto por dia, para poder sobreviver.

Dizcontos é também um olhar sobre o centro de Maputo uma cidade de sobrevivência, na perspectiva de uma família da classe média-baixa representada por várias faixas etárias que de acordo com a sua experiência apresentam o seu olhar critico sobre a vida urbana num país africano dividido entre a guerra e paz.

FICHA TÉCNICA:
Criação/Interpretação: Klemente Tsamba; Assistência
Criativa: Pedro Pires; Preparação Corporal: Margarida
Cardeal; Criação Multimédia, Adereços e Figurinos:
Klemente Tsamba; Fotografia: Vítor Leite; Produção:
Carla Cardoso; Duração: 65 min; Maiores de 12 anos.
Apoio: Companhia do Feijão. São Paulo.

FITA // FREDERICO

19 de março // Cine-teatro Marques Duque | Teatro D’Dos (Cuba)

Peça concebida a partir de textos fundamentais do grande dramaturgo espanhol Federico García Lorca. Duas atrizes evocam com as suas canções e as suas palavras, a vida e a poesia do artista, a sua personalidade e os seus diversos humores. As personagens femininas do trabalho de Lorca passam diante dos olhos do espectador como um caleidoscópio vivo, duro e transgressivo. O espectador, ao longo da obra, dialoga com temas universais como o amor conjugal, a traição, o autoritarismo e a morte. Vemos por uma hora a poesia que nasce do livro e se torna humana, que é a nossa máxima no espetáculo.

FICHA TÉCNICA:
Duração. 60 minutos
Interpretes. Daisy Sánchez e Gabriela Ramírez
Dramaturgia: Teatro D’Dos.
Dirección y puesta en escena. Julio César Ramírez